MEDITAÇÃO PARA EMAGRECER – COMO FUNCIONA E DICAS

25/06/2019

Nem sempre os resultados almejados serão atingidos se a mente ficar de fora do projeto.

Algumas pessoas têm o que popularmente se chama "cabeça de gordo", e isso dificulta o emagrecimento, pois não é um problema de ordem física, trata-se de um ou mais fatores emocionais envolvidos num processo, onde a pessoa simplesmente não se sacia. Saboreia o almoço pensando no jantar.

Para esses casos, uma aliada importante deve entrar no planejamento: a meditação para emagrecer. Ela vai cuidar da parte mais importante, ou seja, o controle da compulsão alimentar.

Uma pessoa que incorpora essa prática à dieta seguramente obterá êxito mais depressa, e aprenderá a administrar esses fatores emocionais, equilibrando uma série de outras carências e dificuldades.

Meditação x Estresse

A meditação também consegue gerenciar o estresse, que leva algumas pessoas a comerem mais do que deveriam.

É muito difícil para pessoas que vivem nos grandes centros urbanos não se estressarem. A agitação dessas cidades, aliadas aos problemas pessoais de cada indivíduo, criam um ambiente favorável à ansiedade, que muitas pessoas canalizam para o alimento.

O estresse libera cortisol. Esse hormônio aumenta a gordura abdominal. O estresse crônico é interpretado pelo corpo como fome. Quando você pratica a meditação para emagrecer, neutraliza totalmente esse comando. Acalma os nervos e evita esse acúmulo extra de gordura.

Ao se livrarem da compulsão, do estresse e da ansiedade através das técnicas de meditação, as pessoas deixam de encontrar alento na comida.


Quanto comer?

Quanto se deve comer para ficar saciado? A resposta emocional a essa pergunta é muitas vezes maior que a resposta fisiológica.

Abra suas mãos em concha. O que couber na palma de suas duas mãos juntas é o quanto seu estômago precisa de comida.

Essa é a quantidade certa, acrescentando ainda que o estômago deve ser preenchido em 2/3 de sua capacidade somente. Isso melhora a digestão.

Deepak Chopra e a Meditação

Embora não haja pesquisas aprofundadas, o que se sabe é que os resultados da meditação para emagrecer evidenciam-se porque tornam a pessoa mais consciente de seus pensamentos e ações, principalmente em relação ao seu posicionamento emocional diante dos alimentos.

O médico holístico e guru Deepak Chopra, em um de seus artigos sobre o tema, afirma que em oito semanas a meditação pode causar mudanças positivas em seu cérebro, religando circuitos do corpo, ajudando a modificar hábitos alimentares e outros comportamentos. Chopra sugere ainda que as pessoas deletem os conceitos da biologia, que nos fazem crer que engordamos por fatores hereditários, e afirma que a consciência é o verdadeiro comandante da nave.

Como Funciona?

A Dra. Roth, autora do best seller "Mulheres, comida e Deus", afirma que é preciso aprender a acalmar a mente, evitando as histórias que ficamos contando para nós mesmos, de maneira recorrente, alimentando os pensamentos voltados para a comida.

Ela recomenda perguntar-se: "O que está funcionando?" Sempre que acordamos e ao final do dia. Dessa forma, podemos filtrar as coisas boas que vivemos, repetindo-as, como também evitar tudo que não funciona, que nos faz mal.

Segundo o Dr. Lawrence Leshab, Ph.D., a meditação para emagrecer exige uma disciplina diária para se obter resultados. Os esforços devem ser direcionados para a prática durante todos os dias, sem exceção, afinal, da mesma forma que alimentamos nosso corpo diariamente, também devemos fazer o mesmo com nossa mente.

Dicas de Meditação Para Emagrecer

  • Não há regras para meditar, afinal, não é uma maquininha que a gente fica observando como funciona. O que existem são sugestões de procedimento. O que se sabe é que deve ser em local tranquilo, longe de agitações e pessoas, para facilitar a concentração;
  • No início, pensamentos diversos invadirão a mente enquanto se medita. É normal, isso vai acontecer mesmo. O treinamento fará com que a pessoa mantenha o foco e espante essas ideias recorrentes;
  • Não desviar o pensamento é a chave da meditação. Aprenda a controlá-lo, administrá-lo. Por exemplo, quando se está comendo, preste atenção à comida somente. Não faça isso enquanto fala ao telefone ou assiste TV. Essas atitudes paralelas desviam o foco, fazendo com que a pessoa coma, mas sem saborear;
  • Pergunte a si mesmo se realmente está sentindo fome. Numa escala de 1 a 10, onde 1 significa fome e 10 é saciedade. Seja honesto com o que vai responder. Só coma se a resposta for 1. A comida fica mais gostosa quando a gente está com fome.